+55(34)3271-4505
(34)99214-8470
(34)98893-1993
(34)99982-0644
(34)98400-8040
(34)99870-1035(EMERGÊNCIA)
Ok
Notícias
2614
Gilmar Mendes quer proibir igrejas de lançar candidatos

Após as votações desta semana, o trabalho do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ganhou grande destaque. Acabado o julgamento de Temer, o presidente Gilmar Mendes, diz que a Corte se dedicará a estudar mecanismos para bloquear o que considera abuso do poder econômico e a influência das igrejas nas eleições.

“Depois da proibição das doações empresariais pelo Supremo Tribunal Federal, hoje quem tem dinheiro? As igrejas. Além do poder de persuasão. O cidadão reúne cem mil pessoas num lugar e diz ‘meu candidato é esse’. Estamos discutindo para cassar isso”, afirmou Mendes em entrevista recente.

O magistrado acredita que há um potencial para abuso de poder econômico, uma vez que esse tipo de doação é de “difícil verificação”. Ele diz estar preocupado com o uso da estrutura física das igrejas para influenciar as eleições. “Outra coisa é pegar o dinheiro da igreja para financiar [campanhas]. Se disser [para o fiel] que agora o caminho para o céu passa pela doação de R$ 100, porque eu não vou para o céu?”, ironiza.

Contudo, o STE ainda não esclareceu quais medidas poderia aplicar, uma vez que ainda existe lei sobre o tema no país. Via de regra, a Justiça Eleitoral trata os casos de abuso religioso como outras formas de irregularidade, equiparando-a ao abuso de poder político, por exemplo.

Uma vez que não existe uma norma clara, a investigação se torna difícil, pois esse é um “crime” que sequer existe formalmente.

Está gostando desse conteúdo?

Cadastre seu email no campo abaixo para ser o primeiro a receber novas atualizações do site.

Fique atualizado! Cadastre para receber livros, CDs e revistas promocionais.

Gilmar Mendes não é o único que pensa assim. O vice-procurador-geral eleitoral Nicolao Dino já pediu ao TSE que o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella fosse condenado por abuso de poder religioso. Durante a campanha a governador em 2014, o bispo licenciado da Igreja Universal foi acusado pelo Ministério Público Eleitoral de usar a estrutura do templo da igreja em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, como comitê.

Foram encontrados no local milhares de fichas cadastrais que traziam a indicação de páginas de Crivella na internet. Junto estavam centenas de formulários pastorais, alguns já preenchidos por fiéis da igreja, que traziam um campo específico para ele colocar o número do título eleitoral.

No parecer enviado ao TSE, Dino escreveu que era “fundamental coibir a prática do abuso do poder religioso, isto é, a exploração do discurso litúrgico para supressão da autonomia política de fiéis, comumente obsequiosos às orientações clericais”. Três anos depois, o caso ainda aguarda apreciação do ministro Herman Benjamin, do TSE.

Investigação difícil

Em entrevista à Gazeta do Povo, a professora da FGV Direito Rio, Silvana Batini, explica que é bastante difícil fazer uma investigação profunda para comprovar a influência de lideranças religiosas no voto.

Por exemplo, com a proibição de doações de pessoas jurídicas, após as descobertas de irregularidades apontadas pela operação Lava Jato, os membros de uma igreja poderiam ser pressionados por líderes religiosos a doar diretamente para seus candidatos. Se isso ocorrer, haveria a caracterização do crime de abuso econômico, na forma de abuso de poder religioso.

Batini reclama que poderia haver ainda outros tipos de abuso. Se um pastor afirmar que o fiel precisa votar em determinado candidato alegando que é o que “Deus quer”, isso pode caracterizar abuso de poder político, acredita.

Diante dessas situações, é possível que a Justiça Eleitoral estabeleça novos parâmetros para julgamentos onde o abuso religioso esteja configurado.

Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br/gilmar-mendes-quer-proibir-igrejas-de-lancar-candidatos/


Comentários
(*)Campos obrigatórios, e-mail e telefone não serão publicados)
Notícias de Líderes
Pastor Billy Graham
Pastor Reuel Bernardino
Bispa Cléo Ribeiro Rossafa
Pastor Josué Gonçalves
Pastora Bianca Toledo
Bispa Lucia Rodovalho
Pastor Reuel Pereira Feitosa
Bispo Rodovalho
Apóstolo César Augusto
Pastor Adão Santos
Pastor Samuel Mariano
Pastor Lucinho
Pastor Aluizio Silva
Missionário RR Soares
Pastor Adeildo Costa
Pastor Marco Feliciano
Pastor Benny Hinn
Pastor Oseias Gomes
Pastora Sarah Sheeva
Apóstolo Estevam Hernandes
Apóstolo Valdemiro Santiago
Pastor Julio Ribeiro
Pastor Cesino Bernardino
Pastor Geziel Gomes
Pastor Samuel Camara
Pastor José Wellington Bezerra da Costa
Pastor Elson de Assis
Pastor Silas Malafaia
Pastor Hidekazu Takayama
Apóstolo Agenor Duque
Apóstolo Renê Terra Nova
Pastor Samuel Ferreira
Pastor Márcio Valadão
Pastor Yossef Akiva
Pastor Claudio Duarte
Pastor Abílio Santana
Pastora Helena Tannure
Pastor Paulo Marcelo
Bispa Ingrid Duque
Bispa Sonia Hernandes
Pastor Gilvan Rodrigues
Pastor Gilmar Santos
Pastor Carvalho Junior
Missionário David Miranda
Pastor Jorge Linhares
Pastora Joyce Meyer

O Seminário Gospel oferece cursos livres de confissão religiosa cristã que são totalmente à distância, você estuda em casa, são livres de heresias e doutrinas antibiblicas, sem vinculo com o MEC, são monitorados por Igrejas, Pastores e Teólogos de Grandes Ministérios totalmente baseado na Santa Palavra de Deus, ao final você recebe DOCUMENTAÇÃO INTERNACIONAL valida no âmbito religioso.

Notícias de Cantores
Cantor Fernandinho
Cantor Regis Danese
Cantora Lauriete
Cantora Eyshila
Cantora Mara Lima
Cantor Mattos Nascimento
Cantor Kleber Lucas
Cantora Karen Martins
Cantora Cristina Mel
Cantor Marquinhos Gomes
Cantora Cassiane
Cantora Aline Barros
Cantor André Valadão
Cantor Irmão Lázaro
Ministério Renascer Praise
Cantora Andrea Fontes
Cantora Damares
Cantora Alda Célia
Cantora Fernanda Brum
Cantora Shirley Carvalhaes
Banda Oficina G3
Cantora Bruna Karla
Ministério Diante do Trono
Cantora Nivea Soares
Cantor Davi Sacer
Cantora Rose Nascimento
Cantora Lea Mendonça
Voz da Verdade
Cantora Ludmila Ferber
Cantora Ana Paula Valadão
Cantora Elaine de Jesus